Novos Mafuás

O livro Novos Mafuás: Crônicas de Lima Barreto e algumas outras coisas feitas por algumas outras pessoas gira em torno de textos de Lima Barreto, autor homenageado da Flip (Festa Literária Internacional de Paraty) de 2017. As crônicas foram a matéria-prima para uma residência artística organizada pela Lote 42. Durante a Flip, quatro artistas realizaram reflexões gráficas na obra, que envolveram intervenções no miolo com água, desenhos, impressões em tipografia, ensaios fotográficos e novos textos.

Daniela Avelar, Henrique Martins, João Montanaro e Vânia Medeiros criaram o livro Novos Mafuás em quatro dias, com orientação de Gustavo Piqueira, obra com tiragem numerada de 420 exemplares.

Novos Mafuás é o livro nº 24 da Lote 42.

Especificações Técnicas

Novos Mafuás: Crônicas de Lima Barreto e algumas outras coisas feitas por algumas outras pessoas autores Daniela AvelarHenrique MartinsJoão Montanaro, Vânia Medeiros, Gustavo Piqueira e Lima Barreto ISBN 978-85-66740-27-1 idioma português dimensão 21 x 14 cm edição 1ª, 2017 número de páginas 176 edição geral João Varella e Cecilia Arbolave outros detalhes encadernação manual

Novos Mafuás: Crônicas de Lima Barreto e algumas outras coisas feitas por algumas outras pessoas autores Daniela AvelarHenrique MartinsJoão Montanaro, Vânia Medeiros, Gustavo Piqueira e Lima Barreto ISBN 978-85-66740-27-1 idioma português dimensão 21 x 14 cm edição 1ª, 2017 número de páginas 176 edição geral João Varella e Cecilia Arbolave outros detalhes encadernação manual

“O leitor terá a oportunidade de pintar cenas maravilhosas do cotidiano, como situações com ônibus lotado, prestações atrasadas, relações familiares, entre outras. O que não pode é seguir o traço fino da arte, há de estabelecer uma perfeita harmonia com o que é proposto (fica a dica!).”

LiteraturaBR

“O leitor terá a oportunidade de pintar cenas maravilhosas do cotidiano, como situações com ônibus lotado, prestações atrasadas, relações familiares, entre outras. O que não pode é seguir o traço fino da arte, há de estabelecer uma perfeita harmonia com o que é proposto (fica a dica!).”

LiteraturaBR